at Comunidade Golgota

at Comunidade Golgota

at Comunidade Golgota

at Comunidade Golgota

Divulgar a banda no banheiro pode sim. Youtu.be/kqT1cz2mh8Q (at Estúdio 33 - Ensaios e Luthieria)

Divulgar a banda no banheiro pode sim. Youtu.be/kqT1cz2mh8Q (at Estúdio 33 - Ensaios e Luthieria)

you had me @ hello

you had me @ hello

#ladispute (at St. Paul Baptist Church)

#ladispute (at St. Paul Baptist Church)

Tags: ladispute

But I guess, in the end, we just moved furniture around.
[…]
Maybe I’m miserable, I’d rather stay mayor in Splitsville than suffer your jokes again.

But I guess, in the end, we just moved furniture around.
[…]
Maybe I’m miserable, I’d rather stay mayor in Splitsville than suffer your jokes again.

It’s up to us to hold each other’s dignity, recognize we’ve chosen the wrong enemy. Hate, ignorance and inhumanity are what we should be battling. Now’s the time for knowledge, now’s the time for truth. Humanity has already suffered so much abuse. We must take responsibility, do away with apathy, unlearn society’s teachings to be blind and selfish, because what you must learn is that the problem is us.

It’s up to us to hold each other’s dignity, recognize we’ve chosen the wrong enemy. Hate, ignorance and inhumanity are what we should be battling. Now’s the time for knowledge, now’s the time for truth. Humanity has already suffered so much abuse. We must take responsibility, do away with apathy, unlearn society’s teachings to be blind and selfish, because what you must learn is that the problem is us.

Narciso

Verdade, você diz que é.

Serei honesto quando digo que não sou.

Usarei qualquer desculpa pra conseguir o que quero. Te direi o que você quer ouvir. Te machucar é a única coisa que eu poderia fazer.

E tentei realizar algo de boa intenção, sem atenção. Então, terei o melhor comportamento possível. Não sou um salvador, tenho muitas camadas. Transpor o significado. O significado disso tudo.

Perdoe-me por não atender sua ligação. Foi por aflição? Se eu chegar até seu sorriso, peça por socorro. Por acaso, destruo a ilusão?

Estou te fazendo um favor?

Há algo pra ser salvo?

Há algo pra ser saboreado?

Estou perdendo o tempo que não tenho convencendo espectadores ao nosso redor de que isso não é algo tão ruim assim?

Bem, é muito ruim, então volte pra casa. Percorra as páginas de seu livro e escolha um deus pra agradecer que não está sozinha.

Narciso quebrou um espelho e colocou os cacos em seu braço através de uma agulha hipodérmica que não o fez mal. Uma pequena auto-reflexão levou um grande, grande caminho. Agora, ele está se escondendo no porão, com medo de mostrar ao mundo seu rosto.

Eu nunca aprendi uma lição que eu mesmo não tenha me ensinado. Posso ter perdido minha chance no céu, mas me entediei com o inferno. Meus pensamentos sobre a Mãe Natureza? Machuque-a toda vez que conseguir. Aprendi a odiá-la; vamos riscá-la da lista.

Cada tesoura de pedra pulada transforma o rio em líquido, brilhando como o bisturi constante de um cirurgião que vende carne virgem pro maior lance.

Se ao menos os oráculos antigos pudessem nos ordenar a abrir portas que fechamos, ou oferecer opções sobre aquelas que ingenuamente escolhemos…

O que não sabemos, nós não sabemos.

Fique calmo, fique quieto. ”Procure nos bueiros!”, cantaram as sirenes.

EU sou a correção, você é o erro.

Sua pequena bandeira branca está bem ao seu lado, então só a levante.

EU sou a correção, você é o erro.

Properties of Friction

Oh, the motor in the back of your neck  is begging and calling for sex and the lizards are laying some monstrous eggs in an entropic tropical mess. While you’re sleeping, I’m crawling, I’ve crept to the edge of the bed where you’ve slept for a thousand nights alone in a cavern you call home.
I’m here so let’s do this. Your hands on my legs, you say the things I want to hear. Let’s please just keep touching. I don’t wanna think. Please keep me from thinking.
I missed your name! Can I hear it again? 
While you were talking my eyes kept walking down the walkway of your neckline so I didn’t hear you begging. Can I hear it again?
So many dreams have left me tired, waking up and shaking on my own. I ignored a ticking clock to call you and made a weapon of my phone. Poor judgment and bankrupt morals! A girl without a penny for her thoughts! 
I guess I like you cheap. 
I guess that conscience long since rot has sent me spiraling so lost into the planet of your skin. There’s a fear that we will end that just won’t let me begin. And though I have no qualms with lust, your body is a howling, haunted petting zoo that I really shouldn’t touch.


And as I’m walking out the door for good, 
I turn around to look at you and you’re…
You’re already undressed.
If I draw near, do you disappear? 
If I stay away, will you call my name?

Kuroi Ledge

A recíproca é falsa quando digo que sinto falta.

Pessoas cavam buracos ao me deixarem (in)voluntariamente. Alguns grandes, outros nem tanto. Alguns que são (re)preenchidos com outro chão, outros que são deixados como estão, abertos.

O lugar é diferente. Os buracos são os mesmos.

Às vezes, a crise existencial ocorre em ocasiões improváveis. E, de repente, cheguei a determinado ponto. Mas onde estou? O que fiz pra chegar aqui? O que acontece daqui em diante?

O tempo é curto, mas meu relógio é devagar.

Me pergunto o que esse chão significava antes de ser cavado, se é que um dia significou algo. Todas as coisas que vi e não entendi, que mesmo assim, me trazem memórias vividas, que invocam a realidade de alguém quando juntas, naquele lugar.

Tenho que tirá-las de lá antes que alguém as veja. Todas vão para caixas.

Fico sentado, assim, revirando as caixas por horas.

Esse lugar já me é familiar. Costumava chamar de lar, mas agora não há ninguém em casa.

Gostaria de saber o que fazer, o que sentir, o que são as imagens que mentalizo e o que é real. Nem sempre o que penso é como a vida flui.

O lugar é diferente. Os buracos são os mesmos.